News

Indústria alemã queixa-se de contrafação chinesa

23.03.17 AHK-Wirtschaftsnews

A indústria alemã lamenta os problemas crescentes com a falsificação de produtos por parte da China. Segundo declarações de várias empresas e da Associação Alemã dos Construtores de Máquinas (VDMA), as plataformas online como o gigante Alibaba tornaram-se nos últimos anos importantes distribuidores de produtos contrafeitos. Num inquérito do VDMA aos seus associados, 28 porcento das empresas afetadas encontraram falsificações dos seus produtos nestas plataformas.

A amplitude do tipo de falsificação vai desde a quebra dos direitos da marca até à apresentação de peças que não garantem uma operação segura e até máquinas completas totalmente copiadas, uma situação que pode mesmo colocar em risco vidas humanas. Holger Engelmann, da empresa Webasto, que fornece a indústria automóvel, “a pirataria de produtos é na indústria automóvel – tal como noutros setores de atividade – um tema muito sério. Além da perda de lucros, as empresas são prejudicadas pela existência de cópias mal feitas que, pelo aspeto, se assemelham à marca original”.

Existe, no entanto, também o reconhecimento de que as autoridades chinesas estão a agir com maior celeridade na prossecução dos infratores. A colaboração entre a Alemanha e as autoridades chinesas melhorou, mas os resultados não são ainda satisfatórios.

 

Fonte: dpa