News

Inquérito revela insatisfação com o funcionamento da democracia

03.05.19 AHK-Wirtschaftsnews

Na Alemanha há cada vez mais pessoas insatisfeitas com o atual funcionamento da democracia. Um estudo internacional, publicado em Washington pelo instituto de sondagens Pew, revela que 43 porcento dos inquiridos alemães afirmaram estar insatisfeitos com o estado da democracia, o que representa um aumento de 17 pontos percentuais em relação aos resultados do mesmo inquérito realizado no ano anterior. No entanto, a maioria dos cidadãos alemães – 56 porcento – mostra-se satisfeito com esta forma de governo no seu país.

Entre os apoiantes do partido populista de direita AfD (Alternative für Deutschland), a percentagem dos insatisfeitos aumenta para 69 porcento, enquanto entre os opositores da AfD, a percentagem é de, apenas, 37 porcento. Outros países europeus apresentaram resultados semelhantes entre os apoiantes de partidos populistas. O estudo analisou 27 países, 10 dos quais na Europa.

Em seis destes países europeus, uma maioria dos inquiridos revelou a sua insatisfação sobre a forma como a democracia funciona no seu país: França (51 porcento), Hungria (53 porcento), Grã-Bretanha (55 porcento), Itália (70 porcento), Espanha (81 porcento) e Grécia (84 porcento). Além da Alemanha, também na Suécia, Países Baixos e Polónia, o número de insatisfeitos estava em minoria, com, respetivamente, 30, 34 e 44 porcento.

A insatisfação face à democracia aumentou significativamente em relação ao anterior inquérito em cinco dos 10 países europeus, embora em nenhum o número de insatisfeitos tenha subido tanto como na Alemanha.

Também nos Estados Unidos verificou-se um aumento da insatisfação: 58 porcento de insatisfeitos no inquérito agora divulgado, contra 51 porcento no ano anterior.

 

Fonte: dpa