News

Pedidos de asilo na Alemanha acima da média europeia

28.06.19 AHK-Wirtschaftsnews

A Alemanha continua a receber mais pedidos de asilo do que qualquer outro país europeu. Segundo o relatório anual do Gabinete Europeu de Apoio ao Asilo, em 2018, cerca de 184 mil pessoas entregaram um pedido de asilo na Alemanha, menos 17 porcento que no ano anterior, mas mesmo assim, um valor superior aos outros países da Europa.

No total, os países da União Europeia, Noruega, Suíça, Islândia e Liechtenstein receberam 664.480 pedidos de asilo, o que representa uma redução pelo terceiro ano consecutivo e menos 10 porcento que em 2017. De acordo com o Gabinete Europeu de Apoio ao Asilo, estes valores voltam a estar em linha com o número de pedidos de asilo que os países recebiam antes da grande vaga de refugiados que chegou à Europa.

Já a nível mundial, o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) informa que o número de refugiados e desalojada é mais elevado que nunca nos 70 anos de existência daquela organização.

Teddy Wilkin, do Gabinete, explica esta redução com o número cada vez menor de pessoas que atravessam o Mediterrâneo, ao que acrescem as barreiras políticas que países como a Itália impuseram à entrada de migrantes.

Enquanto o número de pedidos de asilo na Alemanha tende a diminuir, na França e na Grécia a tendência é inversa: a França registou em 2018 pelo quarto ano consecutivo um aumento de pedidos (120 mil), e na Grécia, o aumento foi pelo quinto ano consecutivo (77 mil). Também o Chipre e a Espanha receberam mais pedidos de asilo que em anos anteriores. Na Itália, Roménia, Estónia e Letónia, os números foram significativamente inferiores.

 

Fonte: dpa