Alemães lideram registo de patentes para condução autónoma

31.08.17 AHK-Wirtschaftsnews

A indústria automóvel alemã lidera o desenvolvimento da condução autónoma, confirma um estudo do Instituto para a Economia Alemã (IW) de Colónia. Segundo esta investigação, 52 porcento das patentes registadas no âmbito da condução autónoma em todo o mundo pertencem a construtores alemães.

Seis empresas alemãs encontram-se na listo do top 10 – quatro construtores e dois fornecedores – enquanto os concorrentes dos Estados Unidos como Tesla e Apple não desempenham um papel muito relevante no que respeita ao registo de patentes. Além dos construtores e grandes fornecedores como a Bosch e a Continental, também as empresas tecnológicas como a Google trabalham no desenvolvimento de soluções neste contexto, mas são responsáveis por apenas sete porcento das patentes registadas.

O estudo do IW analisou mais de 5800 patentes de um total de 9000 registadas desde 2010 relativamente à condução autónoma e que incluem equipamentos tão diversos como sistemas para controlo visual ou radares. A Google está no 10º lugar deste ranking, com 338 patentes registadas desde 2010, enquanto o primeiro lugar é ocupado pela Bosch, com 958 patentes, seguida da Audi (516) e a Continental (439). Além destas, integram ainda o ranking as empresas alemãs BMW, Volkswagen e Daimler. A Ford, GM e Toyota completam a lista. Os construtores alemães são responsáveis por quase 47 porcento das patentes, enquanto nos fornecedores a percentagem chega mesmo aos 76.

Mas as empresas alemãs não devem descansar sobre os resultados já alcançados. Segundo Hubertus Bardt, autor do estudo, o número de patentes aumentou em 60 porcento desde o final de 2015, o que poderá por em causa a vantagem alcançada pelas empresas alemãs nesta área.

 

Fonte: dpa