Exportação de componentes automóveis atinge valor recorde

11.10.18 AHK-Mitgliedernews

A Associação de Fabricantes para a Indústria Automóvel (AFIA) apresentou os resultados das exportações relativas ao primeiro semestre do ano, tendo atingido um valor recorde: 4.952 milhões de euros, quase cinco milhares de milhões (valor atingido e superado no sétimo mês), representando este aumento um crescimento na ordem dos nove porcento face ao ano anterior. Os cálculos feitos foram baseados nos dados disponibilizados pelo Instituto Nacional de Estatísticas (INE).

Só o mercado dos componentes para automóveis representa, para Portugal, 14 porcento das exportações de bens transacionáveis, sendo que 91 porcento se destinam à União Europeia (com um aumento de 9,3 porcento) e para o resto do mundo os restantes nove porcento (que também aumentou em 3,4 porcento).

Das exportações dirigidas para a UE, 71 porcento destina-se a apenas quatro países: Espanha, que lidera a exportação portuguesa com quase 1.300 milhões de euros em valor de exportação (+10,1 porcento), Alemanha, em segundo lugar, superando os mil milhões (+15,1 porcento), França, com 733 milhões de euros (+6,5 porcento) e Inglaterra, que teve um decréscimo na ordem dos 12,5 porcento, descendo em cerca de cem milhões face ao ano anterior e representando agora 491 milhões.

Desde 2010 que se tem vindo a verificar um aumento nas exportações, com a exceção de um pequeno retrocesso em 2013, sendo que se verifica um crescimento de 67 porcento desde esse ano em períodos homólogos.

 

 

Fonte: Supply Chain Magazine