Redução nas encomendas à indústria não é preocupante

11.01.18 AHK-Wirtschaftsnews

Apesar de uma redução de 0,4 porcento no volume de encomendas à indústria verificado no passado mês de novembro, os analistas não se mostram preocupados com a evolução da conjuntura. A quebra ligeira nas encomendas acontece depois de três meses consecutivos de crescimento, pelo que os economistas já esperavam esta evolução.

O Ministério Federal da Economia atribui a situação a uma redução de algumas encomendas grandes, mas, não obstante, mantém a confiança no dinamismo da conjuntura no segundo semestre do ano.

De acordo com o Instituto Federal de Estatística, a procura interna diminuiu 0,4 porcento, as encomendas vindas do exterior 0,5 porcento. Por outro lado, os novos negócios com os países do Euro aumentaram 0,7 porcento. Já as encomendas do resto do mundo decresceram 1,2 porcento. Bens de investimento, máquinas e veículos foram os bens nos quais se verificou a maior quebra – 2,3 porcento.

 

Fonte: Deutsche Welle