Siemens distribui cerca de 400 milhões de euros por colaboradores

11.05.18 AHK-Mitgliedernews

A Siemens alargou o número de colaboradores que é também acionista da empresa. 80 porcento dos colaboradores do grupo em todo o mundo são agora acionistas, ou seja, no total, cerca de 300.000 dos 377.000 colaboradores da multinacional detêm ações da Siemens. Estes números superam em muito o objetivo inicial de ter cerca de 200.000 colaboradores-acionistas até 2020.

O aumento comparativamente acentuado deve-se a uma distribuição feita no âmbito do programa de distribuição de lucros, o Siemens Profit Sharing, que foi constituído em 2015 para que todos os colaboradores elegíveis, que não ocupem cargos de gestão a nível superior, participem no sucesso da empresa. Neste âmbito, desde 2015, um total de 400 milhões de euros foi canalizado para o Fundo do Profit Sharing que foi distribuído, pela primeira vez, pelos colaboradores elegíveis em 102 países, principalmente sob forma de ações gratuitas.

“A Siemens tem o objetivo de envolver cada vez mais os seus colaboradores, partilhando com eles o seu sucesso e fomentando o seu sentimento de pertença. Em Portugal estes objetivos foram amplamente cumpridos, uma vez que a adesão ao Siemens Profit Sharing foi acima da média mundial, tendo ficado nos 98,5 porcento”, adiantou Pedro Pires de Miranda, Presidente Executivo da Siemens Portugal.

O Siemens Profit Sharing possibilita que os colaboradores recebam ações gratuitas após exercícios particularmente bem-sucedidos. A participação neste programa não exige qualquer investimento pessoal por parte dos colaboradores.

Além do Profit Sharing, o programa global Share Matching da Siemens [que prevê a atribuição de ações gratuitas por determinado número de ações adquiridas], constitui, para a empresa, o núcleo da cultura de participação no capital, e é um dos maiores programas de remuneração de colaboradores sob forma de ações do mundo.

 

Fonte: Siemens