News

AHK Portugal

Alemanha: quebra nas exportações

14.06.19 AHK-Wirtschaftsnews

O segundo trimestre do ano não começou da melhor forma para as exportações alemãs. Em abril, as empresas venderam menos bens para o estrangeiro tanto em comparação com o mesmo período do ano passado como em relação ao mês anterior. Na opinião de Holger Bingmann, presidente da Associação Alemã de Comércio Externo, “a economia alemã acusa agora os efeitos da instabilidade global que se faz sentir não só na política, mas sobretudo no comércio”.

De acordo com os dados do Instituto Federal de Estatística, as exportações totalizaram 109,7 mil milhões de euros, o que representa uma quebra de 0,5 porcento em relação a abril de 2018 e menos 3,7 porcento que em março de 2019. Já as importações subiram 2,1 porcento, para um total de 91,7 mil milhões de euros.

Apesar destes números, há também sinais positivos. De acordo com os dados da Associação Alemã de Comércio Externo, as exportações para países fora da União Europeia aumentaram quatro porcento, “em particular para os mercados africanos”, destaca Bingmann.

O comércio externo alemão continua, no entanto, com uma tendência crescente. De janeiro a abril, as exportações “Made in Germany” somaram 445,8 mil milhões de euros, mais 1,8 porcento que no mesmo período do ano anterior. Até ao final deste ano, a Associação conta com um aumento de três porcento das exportações, o que equivaleria aos valores de 2018, mas consideravelmente abaixo do ano anterior (6,2 porcento).

 

Fonte: dpa