News

AHK Portugal

Bosch aposta em novas atividades e investimentos em I&D em Portugal

08.07.15 AHK-Mitgliedernews

A Bosch terminou o ano de 2014 com um total de vendas de 811 milhões de euros, em Portugal, onde se incluem as vendas internas a outras empresas do Grupo, representando, assim, um crescimento de 3% comparativamente a 2013.

Com as vendas no mercado nacional a atingir os 156 milhões de euros, João Paulo Oliveira, representante do Grupo Bosch em Portugal, afirma que a marca “aumentou a competitividade das suas unidades no país nos últimos anos, ao melhorar a sua produtividade e infraestruturas e ao apostar no desenvolvimento das competências dos seus colaboradores. Graças a estes esforços, a empresa conseguiu atrair novos clientes, novos produtos e mais atividades de I&D. Os nossos resultados em 2014 foram um reflexo desse desenvolvimento”.

Com estes valores, a Bosch continua na linha da frente dos maiores exportadores, a nível nacional, exportando 90% da sua produção. Os principais destinos da produção portuguesa são mais de 60 países na Europa, América, África e Ásia, mas a busca de oportunidades para aumentar a sua presença global é um objetivo constante.

Avaliando os resultados do primeiro trimestre de 2015, a Bosch prevê um ano positivo. Para consolidar a sua posição no mercado português e para dar continuidade ao seu exercício, o Grupo Bosch está não só a investir em I&D e a produzir tecnologia inovadora em várias cidades do país, como também a criar mais postos de trabalho altamente qualificados.

No ano passado, o Grupo Bosch investiu 24 milhões de euros na modernização das unidades de produção em Portugal e em I&D, nomeadamente nos centros de Braga e Aveiro: em Braga, a área de negócio são as soluções de mobilidade, onde estão a ser criados sistemas inovadores de multimédia automóvel. Já em Aveiro, nos centros de I&D desenvolvem-se soluções para o aquecimento de água e climatização das casas inteligentes do futuro. Também em Ovar as perspetivas são positivas, graças ao seu departamento para o desenvolvimento de hardware de sistemas de segurança.

Em 2014, a Bosch criou aproximadamente 100 postos de trabalho altamente qualificados para engenheiros nas suas unidades em Portugal. Este ano, o cenário segue a mesma tendência, tendo sido estabelecido o objetivo de contratar mais engenheiros para os projetos de I&D. Atualmente, a marca alemã é uma das maiores empresas empregadoras em Portugal e pretende duplicar o número de colaboradores, passando dos 250 para os 500, totalmente dedicados a estes projetos em Braga, Aveiro e Ovar.

Para o restante ano de 2015, o Grupo Bosch aponta para um crescimento das suas vendas entre 3 e 5%.

 

Fonte: Bosch Portugal